Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

CMN mantém TJLP em 6% ao ano para o segundo trimestre de 2012

Taxa de Juro de Longo Prazo, usada na tomada de capital para investimentos, está no menor patamar da série histórica desde junho de 2009

Célia Froufe e Eduardo Cucolo, da Agência Estado

29 de março de 2012 | 16h49

Em reunião desta quinta-feira, o Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu manter a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) em 6% ao ano para o período de abril a junho. Segundo o secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, João Rabelo, a TJLP é formada por dois componentes: a meta de inflação, de 4,5%, e o prêmio de risco, de 1,5%.

 

A TJLP está neste nível desde junho de 2009. Assim, contando com o final da vigência de três meses, a taxa estará nesse nível há 12 trimestres consecutivos ou há três anos. Este é o menor patamar da série histórica.

 

Em audiência recente no Congresso, parlamentares pediram ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que alterasse o indicador de correção das dívidas dos Estados de Selic, atualmente em 9,75% ao ano, para TJLP. O ministro respondeu, porém, que não havia necessidade da troca porque a Selic estava convergindo para a TJLP.

Tudo o que sabemos sobre:
TJLPjuroinvestimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.