CMN permite que fundos de pensão apliquem no Bovespa Mais

As entidades abertas e fechadas de previdência complementar, sociedades seguradoras e sociedades de capitalização estão liberadas para aplicar seus recursos em ações de empresas listadas no Bovespa Mais. Voto aprovado nesta quinta-feira, pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), permitiu essas aplicações até o limite de 40% das reservas dessas entidades. Antes, a aplicação não era permitida.O Bovespa Mais (Mercado de Ações para o Ingresso de S.A.s) é um segmento do mercado de balcão organizado e administrado pela Bolsa de Valores de São Paulo, no qual apenas podem ser listadas companhias abertas com registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O Bovespa Mais foi anunciado ano passado e ainda não contou com a adesão de nenhuma companhia, embora haja a expectativa de que ele seja aberto ainda neste semestre. Essas empresas assumirão o compromisso de garantir mais direitos e informações aos investidores, aderindo a práticas avançadas de Governança Corporativa, com regras similares às do Novo Mercado.Segundo o Diretor de Normas do Banco Central, Sergio Darcy, a proposta de liberação dessas aplicações foi discutida no grupo de Mercado de Capitais do Governo, trazida pela Secretaria de Previdência complementar do Ministério da Previdência e pela Susep. Darcy afirmou que a medida trará mais recursos para empresas que têm potencial de crescimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.