CMN prorroga prazo do Proinveste para 30 de setembro

O Conselho Monetário Nacional (CMN) prorrogou de 30 de junho para 30 de setembro o prazo para contratação pelos Estados de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) dentro do programa Proinveste. A linha foi criada no ano passado pelo governo federal para estimular os investimentos nos Estados e ajudar a melhorar o desempenho da economia.

RENATA VERÍSSIMO, EDUARDO RODRIGUES E EDUARDO CUCOLO, Agencia Estado

28 de junho de 2013 | 18h56

O programa tem uma dotação de R$ 20 bilhões, dos quais R$ 18,5 bilhões foram contratados. Segundo o assessor econômico do Tesouro Nacional, Bruno Leal, não houve tempo hábil para que alguns Estados finalizassem as contratações, que estariam em processo final.

Os empréstimos possuem prazo de pagamento de 20 anos, com carência de no máximo dois anos. Os juros cobrados são TJLP mais 1,1% ao ano, quando a operação tiver garantia da União. Os demais financiamentos têm juros de TJLP mais 2,1% ao ano.

Tudo o que sabemos sobre:
CMNProinveste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.