CMN prorroga prazo para crédito com recurso subsidiado

O Conselho Monetário Nacional (CMN) regulamentou a prorrogação do prazo para a concessão de subvenção econômica do Tesouro Nacional às linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a compra de bens de capital, inovação e exportação, medida anunciada na semana passada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Além disso, houve reorganização dos recursos disponíveis nessas linhas de crédito.

FERNANDO NAKAGAWA E RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

16 de dezembro de 2009 | 18h28

De acordo com o voto do CMN, as linhas de crédito com recursos subsidiados que poderiam ser contratadas até o dia 31 de dezembro de 2009 terão seu prazo máximo prorrogado em seis meses, para 29 de junho de 2010. Além dos seis meses extra, o CMN aprovou o remanejamento dos recursos disponíveis. A mudança seguiu a demanda existente e foram beneficiadas as linhas de crédito com maior procura por empresas e pessoas físicas.

O limite de crédito para a compra de ônibus e caminhões por pessoas físicas teve o valor global disponível ampliado de R$ 1 bilhão para R$ 2 bilhões. Nos empréstimos para os demais bens de capital, o limite passou de R$ 12 bilhões para R$ 18 bilhões. Os recursos destinados às duas linhas sairão da carteira destinada às empresas para compra de ônibus e caminhões, cujo limite máximo disponível caiu de R$ 17,5 bilhões para R$ 10,5 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoBNDESCVMcaminhõesônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.