CMN reduz juros de longo prazo de 10% para 9,75% ao ano

O diretor de Normas do Banco Central, Sérgio Darcy, informou que o Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu na reunião de hoje reduzir a Taxa de Juro de Longo Prazo (TJLP) de 10% para 9,75% ao ano. A decisão foi tomada, disse, tendo como base uma meta de inflação de 12 meses de 5,25% e um risco Brasil de 4,5%. Darcy explicou que o CMN optou por manter a taxa de risco Brasil em 4,5% por entender que a elevação recente - atualmente a taxa está acima de 5% - ocorreu por problemas conjunturais. "Como esta é uma taxa de longo prazo, temos de trabalhar com uma perspectiva de médio prazo e entendemos que no médio prazo a perspectiva é positiva", disse o diretor do BC. Ele também lembrou que a TJLP que vigorou durante o primeiro trimestre trazia embutida uma projeção de meta de inflação de 5,5%. Sobre a proposta do presidente do BNDES, Carlos Lessa, de reduzir a TJLP para 8%, Darcy explicou que o CMN é obrigado a seguir o que está determinado em lei e que analisa apenas o aspecto técnico da questão.

Agencia Estado,

29 Março 2004 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.