CMN tira do BB exclusividade sobre estoques de café

A expectativa é de que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também possa fazer essas operações

FABIOLA SALVADOR, Agencia Estado

27 de março de 2008 | 13h20

O Conselho Monetário Nacional aprovou hoje um voto que prevê que o Ministério da Agricultura decida quais são os agentes operacionais para a venda dos estoques públicos de café. Até agora, o Banco do Brasil era o único agente autorizado a fazer a operação. A expectativa é de que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também possa fazer essas operações, que continuarão tendo o BB como agente financeiro do programa de vendas.O CMN também aprovou um reajuste no preço do pescado para o crédito de comercialização. O valor em vigor desde 1997 era de R$ 300 por tonelada. O preço foi reajustado hoje para R$ 3 mil por tonelada. Também foi elevado o limite individual de contratação para os financiamentos de custeio, investimento e comercialização. O valor passou de R$ 150 mil para R$ 300 mil. O voto foi encaminhado pela Secretaria de Aqüicultura e Pesca.O CMN também revisou um voto aprovado em fevereiro e corrigiu a data para contratação de investimentos junto ao BNDES para as cooperativas agrícolas. O prazo correto é 30 de junho e não 29 de fevereiro, como estabelecido pelo governo no mês passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.