CNA: alto dos grãos elevará custo da pecuária leiteira

A continuidade da valorização dos preços da soja e do milho no próximo ano elevará os custos de produção da pecuária leiteira, o que, conseqüentemente, terá reflexos nos valores finais do leite e dos produtos lácteos. A avaliação é do presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Rodrigo Alvim. "A expectativa é de ajuste nos preços em 2008", avaliou.Ele ressaltou que a demanda mundial por leite e lácteos cresce de 2,5% a 3% ao ano, mas que a oferta não cresceu neste mesmo ritmo. A produção brasileira deve fechar o ano com crescimento de 6% em relação a 2006, o que representa 27 bilhões de litros. "Mesmo com a prorrogação da seca, haverá incremento, puxado pelo mercado internacional", afirmou Alvim.O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Goiás (Faeg) e da Comissão de Grãos e Cereais da CNA, Macel Caixeta, também lembrou que os preços do trigo estão em alta no mercado externo, cerca de US$ 300 por tonelada. Como o mercado interno é abastecido pelo trigo importado, principalmente da Argentina, ele admitiu a possibilidade de aumento dos preços dos derivados de trigo no mercado interno nos próximos meses. "É uma vergonha uma situação como essa", disse, lembrando da dependência brasileira do trigo importado. A situação pode piorar caso a Argentina mantenha a política de retenção das exportações, avaliou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.