CNA contesta decisão do MP do Pará

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) protestou contra a atuação do Ministério Público do Pará, que notificou supermercados e frigoríficos do Estado como responsáveis solidários por comercializarem carne e derivados provenientes de produtores acusados de crimes ambientais. Esse tipo de medida, segundo a CNA, inviabiliza toda a cadeia da pecuária de corte do Estado, que responde por 35% do abastecimento de carne do País. "A CNA vem a público manifestar sua perplexidade e preocupação com a ação do Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria da República do Pará."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.