CNDL: varejo em janeiro cresceu forte por liquidações

O fraco resultado das vendas no varejo em dezembro levou o resultado de janeiro a ficar acima das expectativas, segundo o presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro. "Como as vendas de dezembro ficaram aquém das expectativas, os estoques das lojas passaram um pouco de onde deveriam estar e as liquidações de janeiro foram muito mais fortes neste ano", explicou. O calor muito forte também manteve em alta a venda de vestuários em janeiro, segundo ele.

LAÍS ALEGRETTI, Agencia Estado

06 de fevereiro de 2014 | 11h30

As vendas a prazo no varejo registraram alta de 5,07% em janeiro deste ano ante o mesmo mês do ano passado. Para o ano, a expectativa é que a alta seja entre 4% e 4,5%, segundo a entidade.

Para a inadimplência, a expectativa é que termine 2014 entre 2,5% e 3%, pouco acima dos 2,33% registrados em 2013. Em janeiro, a inadimplência subiu 7,84% em janeiro ante o mesmo mês do ano passado. "Historicamente a inadimplência cresce muito em janeiro em virtude do desarranjo orçamentário das famílias no fim do ano", afirmou Pellizzaro.

Ele lembrou, entretanto, que a inadimplência vem desacelerando nos últimos três anos. "Isso também demonstra que inadimplência está realmente se acomodando sob novo patamar, muito melhor do que a gente tinha."

Pellizzaro disse que o mercado brasileiro está mais amadurecido. "O mercado brasileiro amadureceu no aumento da renda, na empregabilidade e principalmente no crédito. Não conseguimos ver em 2013 aumento expressivo na concessão de crédito e isso deve continuar em 2014", disse. "A inadimplência ficará em patamares aceitáveis em 2014.

Vejo amadurecimento do mercado de concessão de crédito, tanto o rigor na hora de conceder crédito, quanto por parte dos tomadores, que estão mais cautelosos em relação ao seu orçamento."

Tudo o que sabemos sobre:
CNDLSCPCJANEIROLIQUIDAÇÕES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.