CNI aponta queda de 3,11% nas vendas industriais em junho

A anemia da demanda doméstica levou as vendas industriais a caírem, em junho, pela terceira vez consecutiva, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo os dados divulgados hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a venda industrial recuou 3,11% sobre junho de 2002. Com isso, depois de crescer 4,61% no primeiro trimestre, as vendas do setor acumularam, no segundo trimestre um recuo de 2,82% sobre o mesmo período do ano anterior. "A economia está claramente em trajetória de desaceleração", disse o coordenador de política econômica da CNI, Flávio Castelo Branco. O economista também informou que, pela primeira vez no ano, houve um recuo (-0,07%) no nível de emprego em junho sobre o mês anterior. Na prática, os industriais vinham segurando a decisão de demitir enquanto esperavam uma retomada da atividade econômica para evitar gastos com a recontratação. O quadro se agravou e a decisão de algumas empresas foi se ajustar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.