CNI apura nova aceleração na indústria

O crescimento da produção industrial se acelerou em agosto de acordo com dados da Sondagem Industrial divulgados ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice de evolução da produção passou de 53,4 pontos, em julho, para 55,1 pontos no mês passado.

Eduardo Rodrigues / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2010 | 00h00

Segundo avaliação da entidade, o crescimento da atividade no setor se tornou mais disseminado no mês, em todos os portes de empresas, incluindo as pequenas, se situando acima do patamar dos 50 pontos, indicando aumento na produção.

Dentre os 26 segmentos pesquisados, apenas a indústria da borracha registrou queda na atividade em agosto, enquanto no mês anterior nove segmentos apresentaram recuo.

"O resultado deve ter um pouco de efeito sazonal, porque a produção tende a ficar mais forte nesse período do ano devido às encomendas para o Natal", afirmou o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa da CNI, Renato da Fonseca. "Depois de um esfriamento no segundo trimestre do ano, todos os portes de indústria voltaram a crescer", destacou.

Com esse aumento na produção, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI), ficou acima do usual para meses de agosto, com indicador em 51 pontos, ante 49,1 pontos em julho.

Pela metodologia aplicada pela CNI à pesquisa, valores acima de 50 pontos representam uma utilização do parque instalado superior à média esperada para o mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.