CNI apura pequena alta da produção

A produção industrial cresceu moderadamente em março em relação a fevereiro, conforme a Sondagem Industrial divulgada ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Numa escala na qual valores acima de 50 pontos significam crescimento, o indicador de produção do mês passado registrou 53,3 pontos. Em fevereiro, havia ficado em 51.

Eduardo Rodrigues / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2011 | 00h00

Poém, com o ritmo lento de expansão no primeiro trimestre, o resultado de março ficou bastante abaixo do verificado no mesmo mês de 2010, quando registrou 62,9 pontos, ou seja, com velocidade de crescimento muito mais disseminada e intensa que a verificada este ano.

Além disso, o nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) registrou 47,4 pontos, significando que a indústria operou em nível abaixo do usual no terceiro mês do ano, já que o indicador ficou abaixo da linha dos 50 pontos. Mas o nível subiu ante fevereiro, quando havia registrado 47 pontos. Em março do ano passado, o Nuci foi de 54 pontos.

Ainda de acordo com a CNI, o porcentual médio de utilização da capacidade instalada chegou a 74% em março, 2 pontos porcentuais acima da avaliação de fevereiro. Mesmo assim, o emprego no setor continuou a se expandir em março, com 51,2 pontos. Por outro lado, o nível dos estoques nas fábricas ficou relativamente estável, com 50,5 pontos, mesmo nível da variável que mede os estoques.

A desaceleração tem se refletido em menos otimismo dos empresários. Após uma ligeira melhora em março, as perspectivas para os próximos seis meses em relação à demanda voltaram a piorar em abril, e chegaram a 61,7 pontos. O indicador estava em 62 pontos no mês anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.