CNI: aumento de 0,5 ponto na Selic causa perplexidade

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou nota afirmando ver "com perplexidade" a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de elevar a Selic, taxa básica de juros, em 0,5 ponto porcentual, para 11,75% ao ano. A nota, assinada pelo presidente da instituição, Armando Monteiro Neto, afirma que ?a alta dos juros não se justifica, porque a trajetória atual da inflação permanece dentro da meta estabelecida, não havendo sinais de alastramento da pressão inflacionária?.Para a CNI, a decisão "é o resultado do descompasso entre as políticas fiscal e monetária". "A CNI avalia que há necessidade de reverter a atual política fiscal expansionista que impõe à política monetária a ancoragem única da inflação?, disse Monteiro Neto. ?A resposta mais eficaz é a melhor coordenação da política econômica, com a adequação da política fiscal às necessidades da estabilidade?, finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.