CNI: baixa base de comparação favorece alta das vendas

O crescimento de 12,2% das vendas reais da indústria em dezembro de 2009 ante dezembro de 2008 ocorreu, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), devido à baixa base de comparação. No entanto, o faturamento da indústria, que é medido pelas vendas, foi o único indicador que superou o nível pré-crise em setembro de 2008. Dos 19 setores pesquisados, apenas quatro registraram queda do faturamento em dezembro em relação a igual mês de 2008: material eletrônico e comunicação, refino e álcool, madeira e vestuário. Segundo o gerente-executivo da Unidade de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco, são setores de um modo geral que sofrem com a taxa de câmbio ou com a concorrência de produtos importados.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

10 de fevereiro de 2010 | 12h47

Já nas horas trabalhadas, sete setores registraram queda em dezembro do ano passado ante dezembro de 2008. No entanto, a CNI destaca que o crescimento de 4,7% na média das horas trabalhadas é o primeiro indicador positivo, em 2009, em relação ao mesmo mês do ano anterior. No indicador de emprego, a CNI destaca que a recuperação é pouco disseminada setorialmente. Onze dos 19 setores pesquisados da indústria de transformação ainda registram queda nas contratações em dezembro de 2009 ante dezembro de 2008. Apesar disso, o indicador médio foi positivo em 0,2%, também o primeiro crescimento em 2009 em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Castelo Branco previu, no entanto, que o emprego deve continuar um processo vigoroso de crescimento nos próximos meses. O índice cresceu 1,7% em dezembro ante novembro, registrando a sexta expansão consecutiva. Também foi a maior alta mensal do indicador desde o início da série histórica em 2003. No entanto, o emprego ainda está 1,9% abaixo do patamar de setembro de 2008, antes do início da crise financeira internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
indústria, vendas, CNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.