CNI: construção civil continua otimista com economia

Os empresários do setor de construção civil continuam otimistas com o desempenho da economia brasileira, segundo Sondagem da Construção Civil, divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a pesquisa, a expectativa dos empresários em maio para os próximos seis meses em relação ao nível de atividade do segmento ficou em 66,4 pontos, acima dos 66 pontos registrados em abril.

ROSANA DE CASSIA, Agencia Estado

31 de maio de 2010 | 15h26

Os dados da Sondagem da Construção Civil variam de zero a 100. Valores abaixo de 50 pontos indicam expectativa negativa e, acima de 50 pontos, evolução ou expectativa positiva. A pesquisa foi feita entre 30 de abril e 20 de maio, com 329 empresas, de 16 Estados e do Distrito Federal. Das empresas analisadas, 171 são de pequeno porte, 124 são médias e 34 são grandes.

As boas perspectivas também se refletiram nas expectativas de compra de matéria-prima e de novos empreendimentos e serviços. De acordo com a pesquisa, o indicador de previsão de compras de matérias-primas atingiu 65,1 pontos em maio e o de novos empreendimentos e serviços ficou em 66 pontos. Conforme a Sondagem, a evolução do nível de atividade do setor continuou crescendo. Somente as pequenas empresas não expandiram as atividades e registraram 49,9 pontos, o que indica estabilidade.

Tudo o que sabemos sobre:
construção civilotimismoeconomiaCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.