CNI critica fato de discussão do pré-sal estar restrita ao governo

Entidade defende participação de toda a sociedade e enxerga oportunidade de crescimento para a indústria

Isabel Sobral, da Agência Estado,

27 de agosto de 2009 | 14h30

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, disse nesta quinta-feira, 27, que há grande expectativa da indústria para conhecer a proposta do governo sobre o marco regulatório para a exploração do petróleo da camada pré-sal. Ele criticou o fato de até agora a discussão ter sido mantida fechada dentro do governo, sem a participação de outros setores da sociedade.

 

"Esperamos que, tão logo seja conhecida a proposta, se promova um amplo debate e lembrando que a decisão final será do Congresso Nacional", disse Monteiro Neto, que participa da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

 

O presidente da CNI afirmou que a exploração da camada do pré-sal será uma grande oportunidade para a indústria brasileira. No entanto, para que o setor nacional possa competir com empresas estrangeiras, ele defendeu que sejam dadas condições isonômicas às que existem em outros países, principalmente na oferta de financiamentos de longo prazo e de juros baixos. "Sem essas condições, não será possível para a indústria competir. E nós vamos lutar por isso, esperando que o governo possa responder de forma adequada", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
CNIpré-saldiscussão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.