CNI elege novo presidente

O deputado federal Armando de Queiroz Monteiro Neto (PMDB-PE) foi eleito hoje, por unanimidade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para o período 2002/2006. O vice-presidente é o também deputado Carlos Eduardo Moreira Ferreira (PFL-SP). Eles concorreram em chapa única, registrada em fevereiro último. Participaram da eleição de hoje, que escolheu também a diretoria e o conselho fiscal, representantes de todas as federações estaduais da indústria. Monteiro Neto disse que "a prioridade é (a CNI) ter um papel ativo politicamente". "Acho que o que o setor empresarial hoje quer se expressar no debate público", afirmou. Segundo ele, os industriais querem uma política industrial que se adapte ao novo ambiente econômico, não uma política que reclama proteção ou que pactua com a ineficiência. "É uma política nova, em que o Estado faz uma aliança com o setor privado para que se possa adotar políticas que promovam a atividade produtiva", explicou. Monteiro Neto defendeu ainda maior coordenação de todos os órgãos públicos relacionados ao comércio exterior. "As exportações serão fundamentais inclusive para reduzir o desequilíbrio externo e a vulnerabilidade externa da economia brasileira", disse à agência de notícias da CNI.

Agencia Estado,

15 de julho de 2002 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.