CNI espera retomada dos cortes de juros em 2008

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, espera que o governo retome a trajetória de redução dos juros básicos da economia (taxa Selic) nos primeiros meses de 2008. Segundo ele, a decisão de manter a taxa Selic em 11,25% ao ano, anunciada hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, não surpreendeu a indústria. ?Essa decisão era esperada em função da manifestação do Banco Central de interromper a trajetória de queda dos juros em outubro último?, disse o presidente da CNI.Ele lembrou que as expectativas em relação à inflação atual e futura são favoráveis. Destacou ainda que os temores sobre uma eventual disseminação dos aumentos de preços pontuais não se confirmaram. ?A maturação dos investimentos enseja a continuidade da trajetória de crescimento sem gerar pressões inflacionárias?, disse. Esse cenário, na avaliação de Monteiro Neto, permitirá a redução dos juros ainda no início do próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.