Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

CNI estima que crise provocou perda de R$ 121,5 bi

A indústria brasileira deixou de faturar R$ 121,5 bilhões entre o final de 2008 e o início de 2009 por conta da crise financeira internacional. De acordo com estimativa feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a economia do País como um todo deixou de produzir o equivalente a R$ 248,3 bilhões no período. "Esse não é um número preciso, é uma estimativa para se ter uma ordem de grandeza do tamanho do tombo sofrido", disse Marcelo de Ávila, economista da entidade.

RENATO ANDRADE, Agencia Estado

16 de setembro de 2010 | 18h09

Até setembro de 2008, quando a crise global se agravou após a quebra do banco de investimentos norte-americano Lehman Brothers, a indústria nacional cresceu, em média, 1,8% por trimestre. Nos últimos três meses daquele ano, o Produto Interno Bruto (PIB) industrial amargou um tombo de 7,6%, seguido por um novo recuo de 4,7% no primeiro trimestre de 2009.

Para estimar as perdas sofridas, Ávila calculou quanto o setor poderia ter produzido e faturado caso mantivesse nestes dois trimestres de retração o mesmo ritmo de expansão registrado de janeiro a setembro de 2008.

No entender do economista da CNI, o impacto só não foi maior porque a demanda no mercado interno se manteve aquecida, graças às desonerações tributárias promovidas pelo governo para automóveis, eletrodomésticos e materiais de construção.

Os indicadores mais recentes mostram que a indústria já conseguiu recuperar boa parte das perdas sofridas durante a crise mundial. O faturamento, por exemplo, já está 4,2% acima do verificado antes de setembro de 2008. A produção, entretanto, ainda não completou o ciclo de retomada. "A indústria vem se recuperando de forma consistente e a produção deve superar os níveis pré-crise em dois meses", disse Ávila. A produção de julho, último dado disponível, ficou 1,4% menor do que o registrado em setembro de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
criseindústriaperdasCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.