Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

CNI: indústria continuará a puxar expansão da economia

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) acredita que a indústria continuará a puxar o crescimento da economia na última metade do ano, a exemplo do verificado no segundo trimestre, conforme os dados do Produto Interni Bruto (PIB) do IBGE, levando a economia a crescer os 5% em 2007 previstos pelo governo.Em comunicado, Monteiro Neto ressaltou que quando a economia brasileira tem um desempenho melhor, "a indústria sempre puxa esse crescimento". Mas, a exemplo do que também fizeram o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), chamou atenção para o fato de a capacidade produtiva estar se expandindo. "E isso é muito importante para que se promova um processo de crescimento que não nos conduza a pressões inflacionárias no futuro, ou seja, é importante crescer ampliando a oferta de bens", disse.Monteiro Neto ressaltou, em oposição, que o crescimento econômico acontece em um ambiente cheio de restrições. "Quando comparamos a taxa de crescimento do Brasil à de economias mais dinâmicas, como as da China e da Índia, ficamos para trás. Gostaria de destacar que com as condições que o Brasil tem, de carga tributária elevadíssima e um nível mais baixo de poupança, é fantástico um desempenho desses", salientou.

PAULA PULITI, Agencia Estado

12 de setembro de 2007 | 18h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.