CNI lança campanha pedindo mudanças no sistema tributário e leis trabalhistas

Slogan ‘A indústria tem pressa’, faz referência à perda de competitividade das empresas brasileiras

Beatriz Bulla, da Agência Estado,

20 de junho de 2012 | 17h08

SÃO PAULO - A Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou uma campanha publicitária pedindo mudanças no sistema tributário e na legislação trabalhista. O slogan da campanha, "A indústria tem pressa", faz referência à perda de competitividade das empresas brasileiras, segundo nota distribuída pela entidade à imprensa.

Um dos anúncios da CNI mostra que as empresas brasileiras trabalham, em média, 13 vezes mais do que as estrangeiras para pagar impostos, de acordo com a entidade. A CNI pede também mais qualidade na educação, redução da burocracia e investimentos em infraestrutura e inovação.

"Nossas empresas estão sujeitas a custos altíssimos decorrentes da elevada carga tributária, do precário sistema de logística de transporte e de infraestrutura, da burocracia e da má qualidade da educação. A falta de soluções para esses problemas nos coloca em desvantagem diante dos competidores estrangeiros", disse o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, noa nota distribuída à imprensa.

Além das peças publicitárias que serão veiculadas em televisão, mídia impressa e internet, a CNI criou o site "A indústria tem pressa", no qual descreve ações que julga necessárias para que a indústria brasileira volte a ser competitiva. A entidade separou algumas áreas de atuação, como segurança jurídica, tributação e gasto público, infraestrutura e inovação.

Tudo o que sabemos sobre:
CNIIndústriaLeis trabalhistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.