CNPE aprova aumento para 4% da mistura de biodiesel no diesel

Decisão, anunciada em maio pelo governo, foi aprovada nesta terça e passa a valer a partir do dia 1º de julho

Gerusa Marques e Leonardo Goy, da Agência Estado,

23 de junho de 2009 | 17h10

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confirmou nesta terça-feira, 23, que entrará em vigor, no dia 1º de julho, a mistura de 4% de biodiesel no diesel. A decisão do governo, anunciada em maio, foi aprovada em reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Lobão disse que a intenção do governo é de ampliar a mistura para 5% no próximo ano.

 

A adição do biodiesel no diesel começou a ser adotada obrigatoriamente no Brasil em 1º de janeiro de 2008, com o porcentual de mistura de 2%. Em janeiro deste ano, subiu para 3%. O plano inicial do governo era subir de 2% diretamente para 5% somente em 2013. Mas acabou optando pela elevação gradual da mistura e para a antecipação dos 5% para 2010.

 

Lobão disse ainda que, na reunião, foi aprovada uma alteração no regimento interno do CNPE para permitir que o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e o secretário executivo do ministério tenham assento no conselho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) continuará participando como convidada.

Tudo o que sabemos sobre:
energiacombustíveisEdison Lobão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.