Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

CNPE exclui 41 blocos de leilão após anúncio da Petrobras

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) decidiu excluir 41 blocos de um total de 312 da 9ª Rodada de Licitações de Áreas Exploratórias de Petróleo e Gás que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) realizará em 27 e 28 de novembro. Segundo o ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner, a mudança no leilão foi motivada pela confirmação das reservas da Petrobras no campo de Tupi, localizado na Bacia de Santos.A peculiaridade do campo é que pela primeira vez foi confirmada a existência de óleo abaixo da chamada camada de sal. Esta camada se estende por boa parte da costa brasileira, entre os Estados de Santa Catarina e Espírito Santo. "Diante da importância da descoberta dessas riquezas significativas, o cenário do petróleo no País foi alterado", avaliou Hubner.Os blocos excluídos estão localizados não somente na Bacia de Santos, ao lado do campo de Tupi, mas também nas bacias de Campos e Espírito Santo. Segundo Hubner, a reunião conselho hoje foi pedida pela Petrobras quando da comprovação dessas reservas. Em resolução aprovada pelo CNPE, divulgada esta tarde, foi informado que a estatal perfurou sozinha e em parcerias, 15 poços e testou oito deles em profundidade que varia entre 5 mil e 7 mil metros.A área da camada de pré-sal possui cerca de 800 quilômetros de extensão e até 200 quilômetros de largura. Parte desta área já está nas mãos da estatal. A resolução do CNPE também determina que a ANP retome a 8ª Rodada, suspensa por medida judicial no ano passado, e que possui foco direcionado para potenciais reservas de gás natural no País.

KELLY LIMA, Agencia Estado

08 de novembro de 2007 | 17h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.