Cobre cede com dados de EUA e China

Os preços dos contratos futuros do cobre fecharam em baixa após dados mostrarem que a atividade industrial da China encolheu em novembro e que as encomendas de bens duráveis dos EUA diminuíram em outubro. Ambos os indicadores trouxeram à tona temores com o vigor da economia mundial e da demanda pelo metal, amplamente utilizado pelos segmentos industrial e de construção. Em Londres, o cobre recuou 1,93%, a US$ 7.239,00 por tonelada. Em Nova York, a queda foi de 1,62%, para US$ 3,2790 por libra-peso, o menor preço em quatro semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.