Cobre recua com dados ruins e Fed

Preocupações em relação ao crescimento global e a frustração com o fato de o Fed (o banco central dos EUA) não ter anunciado medidas agressivas para estimular a cambaleante economia americana pressionaram os mercados ontem. Nos EUA, os dados sobre moradia e trabalho saíram piores que o esperado. Já a Europa e a China divulgaram números desestimulantes sobre a indústria. Com isso, commodities como o cobre registraram duras perdas, caindo 2,7% em Londres, para US$ 7.341,00 por tonelada, e 2,6% em Nova York, a US$ 3,2980 por libra-peso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.