Coca-Cola recolhe 830 mil bebidas adulteradas com pó de ferro

A Coca-Cola anunciou hoje que ordenou o recolhimento de 830 mil garrafas de bebidas gasosas no Japão após a descoberta de pó de ferro misturado com o líquido em alguns vasilhames. Os produtos afetados são as garrafas de plástico de dois litros de Aquarius, de meio litro de Qoo Tottemo Orange, e as de 1,5 litro de Coca-Cola, Coca-Cola Diet, Fanta Laranja e Fanta Uva, indicou a agência de notícias "Kyodo".Segundo a "Kyodo", a empresa afirmou que caso os consumidores bebam os produtos contaminados, sua saúde não sofreria dano algum. As garrafas contaminadas foram produzidas entre 26 e 30 de março nas fábricas que a multinacional americana possui na província japonesa de Shiga. Depois, os vasilhames foram distribuídos por todo o centro e o oeste do Japão.A primeira denúncia foi feita em 27 de abril, quando um consumidor alertou sobre a existência de "uma substância que parece pó preto" em uma das bebidas. A comprovação da contaminação levou a Coca-Cola do Japão à conclusão de que o produto adulterado resultou de uma falha no equipamento de medida da linha de produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.