Coca-Cola traz de volta a embalagem de vidro retornável

A prática de pegar a garrafa de vidro de refrigerante e trocá-la na padaria ou no barzinho da esquina por outra cheia para garantir o refrigerante do almoço de domingo, diferente do que muitos pensam, não se perdeu no passado. Tanto é que a constatação de que há um nicho de mercado sedento por esse tipo de produto levou a Coca-Cola a lançar uma nova garrafa retornável, a de 1,25 litro. Lançada no Rio de Janeiro em meados de maio, a novidade tem como meta atingir os lares cariocas de classe C, que, de acordo com pesquisas da gigante norte-americana, gostariam de consumir o refrigerante com mais freqüência, mas não o fazem devido ao elevado custo do produto. O preço médio de uma garrafa de 1 litro retornável é R$ 0,99, contra R$ 1,80 da mesma quantidade de bebida comercializada em embalagem PET - o preço recomendado para a embalagem de vidro de 1,25 litro é R$ 1,29. De acordo com a diretora de marketing da Coca-Cola, Cláudia Colaferro, a empresa repassará aos consumidores a economia possível com a adoção da embalagem de vidro, possibilitando ao público de menor poder aquisitivo adquirir o refrigerante por preço mais acessível. A embalagem está disponível em bares, padarias, mercearias e minimercados. "Nossa intenção é fazer com que a marca Coca-Cola seja cada vez mais acessível ao consumidor", disse Cláudia à Agência Estado. "Queremos que a Coca-Cola entre diariamente na casa desses consumidores, que costumam consumi-la apenas aos fins de semana, por não terem condições de financeiras de incorporá-la ao seu dia-a-dia". ?Embora não seja a intenção no momento, nada nos impede de lançarmos essa garrafa também em outros mercado onde trabalhamos com retornáveis, como em algumas cidades de Minas Gerais e em Porto Alegre", disse Claudia. No momento, a novidade está sendo comercializada na zona norte do Rio e também nos municípios de Duque de Caxias e São Gonçalo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.