finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Cofins mais uma vez impulsionou arrecadação recorde de agosto

Mais uma vez a Receita Federal obteve uma arrecadação recorde. Dados divulgados hoje mostram que a arrecadação de agosto da Receita - de R$ 25,924 bilhões - é a maior da história para o mês. A Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) mais uma vez impulsionou a arrecadação das receitas federais em agosto. Segundo dados divulgados pela Receita Federal, a arrecadação das Cofins teve crescimento real de 36,57% sobre a de agosto de 2003 e de 9,88% sobre a de julho de 2004.Também influenciou o desempenho da arrecadação o aumento do Imposto de Importação (II)e do IPI vinculado à importação, cuja arrecadação apresentou crescimento real de, respectivamente, 26,07% e de 30,48% sobre agosto do ano passado.Queda em relação a julhoA Receita explicou que o principal motivo para a queda da arrecadação em relação a julho deste ano se deve ao fato de que, naquele mês, houve o pagamento da primeira cota ou cota única do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido ( CSLL) referente à apuração trimestral. Isso fez com que a arrecadação do IRPJ tivesse uma queda real de 26,23% em relação a julho deste ano e a da CSLL, queda real de 36,27%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.