Cohab de Bauru manda inadimplentes ao SPC

A Companhia de Habitação Popular de Bauru (COHAB-Bauru) está enviando para a lista de devedores do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) o nome dos mutuários que tem mais de três prestações em atraso. A medida, tomada sem prévio aviso, vem causando protestos por parte dos devedores que a classificam como arbitrariedade da empresa, que possui núcleos de casas populares construídos em mais de 100 localidades em São Paulo.A advogada Marizabel Ghirardello, da Associação Brasileira de Mutuários, adverte que a COHAB está desrespeitando uma liminar emitida pela 24ª Vara de Justiça Federal de São Paulo, que impede o envio de nomes de devedores em financiamentos de casa própria tanto para Serasa como para o SPC. O advogado da COHAB, Antonio Alves dos Santos, no entanto, garante que as medidas adotadas em relação aos inadimplentes estão de conformidade com a legislação. Ele lembra que a liminar da Justiça Federal cita apenas a Caixa Econômica Federal e os bancos que funcionam como agentes financeiros, não as COHABs. A representante da Associação dos Mutuários diz que, embora não citadas nominalmente no despacho judicial, as COHABs devem cumprí-la, pois funcionam como agentes da Caixa Econômica Federal. Os mutuários que se sentem prejudicados estão sendo orientados pela Associação a procurarem o Ministério Público Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.