Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Colapso da OMC prejudica Alca, diz Mercadante

O líder do governo no Senado, Aloísio Mercadante, avaliou que o colapso da reunião da OMC em Cancún indica que a negociação para a formação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca) não deve avançar neste momento. "Os EUA falaram que a negociação da redução dos subsídios agrícolas, bem como a diminuição das barreiras tarifárias ocorreriam na OMC. Mas lá eles não flexibilizaram nada de expressivo para os países em desenvolvimento. Diante desse fato, como não houve evolução não haverá resolução na agenda da Alca neste momento", afirmou. Mercadante garantiu que concessões unilaterais como ocorreu no passado por parte do Brasil, não ocorrerrão mais. Eles destacou que os países em desenvolvimento se mantiveram coesos. "E todas as tentativas de cooptação e divisão desse bloco não foram eficazes", comemorou, acrescentando que o Brasil defende a negociação 4+1.Líder parabeniza diplomacia brasileiraO líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), parabenizou os diplomatas brasileiros pela negociações na última reunião da OMC, em Cancún. Segundo ele, "a diplomacia brasileira não teve uma atitude submissa e passiva" na mesa de negociação com os EUA e União Européia, que tentaram impor suas agendas. Mercadante destacou o papel do Brasil ao liderar o grupo G-21, incorporando tanto países em desenvolvimento quanto países exportadores. De acordo com ele, a atuação conjunta desses países "impediu que, mais uma vez, os ricos impusessem sua agenda". Quando se trata da discussão dos setores econômicos em que os países em desenvolvimento são mais competitivos, como o de agronegócios, Mercadante disse que os países desenvolvidos são "protecionistas, conservadores e corporativos". "Não vamos arredar pé desse compromisso de defender os países em desenvolvimento, a agricultura e o comércio justo entre as nações", afirmou o líder, criticando a "intolerância" da União Européia e dos Estados Unidos em discutir a questão dos subsídios agrícolas. Mercadante participará da Conferência Internacional "Desenvolvimento Econômico e Justiça Social: Perspectivas e Desafios", promovida pelo Fórum das Americas.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2003 | 11h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.