Fabio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil
Fabio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil

Colnago: Voltamos a sonhar com planejamento de longo prazo para o País

BRASÍLIA - O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, apresentou nesta quarta-feira um plano para desenvolvimento de longo prazo. Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, chamado de conselhão, Colnago apresentou um documento com ações para 12 anos. "Voltamos a sonhar com planejamento de longo prazo para o País, que foi feito há mais de dez anos. A principal mensagem do documento é que não podemos abandonar agenda de reformas deste governo", afirmou.

Lorenna Rodrigues e Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2018 | 12h54

Segundo o ministro, a conclusão de Estratégia Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é que somente com a continuação da agenda de reformas é possível evitar uma nova "década perdida". Ele apresentou três cenários: no primeiro, em que nenhuma reforma é feita, o País teria mais dez anos de baixo crescimento. No cenário com reformas básicas no âmbito macroeconômico, o crescimento do PIB seria de em média 2,2%. Na terceira simulação, com reformas macro e microeconômicas para aumentar a produtividade, o crescimento seria acima de 4%.

Assim como o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, Colnago fez um apelo pela manutenção do teto de gastos como forma de controlar o crescimento das despesas. "Temos urgência em voltar a apresentar superávits primários. Não temos mais espaço para aumentar impostos nem para nos endividarmos", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.