Colômbia e Romênia embargam carne brasileira, diz Ministério

O Ministério da Agricultura informou hoje que Romênia e Colômbia também impuseram embargo à entrada de carne brasileira em seus territórios. Com isso, são 45 os países que tomaram essa decisão em relação ao produto brasileiro por causa da febre aftosa.Segundo a informação divulgada na tarde desta quarta-feira pelo Ministério da Agricultura, o embargo decretado pela Romênia se refere apenas à carne bovina dos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo, e a decisão anunciada pela Colômbia inclui todos os Estados do Brasil e se estende à carne de todos os animais suscetíveis de serem atingidos pela doença.Antes de Colômbia e Romênia, os últimos países que adotaram esta medida contra o Brasil foram Indonésia e Suíça. A Indonésia suspendeu, além da importação de carne, produtos processados de animais e seus derivados (sem especificação de espécies) e também a compra de farelo de soja e matérias-primas, equipamentos, maquinaria e medicamentos. A restrição indonésia levou o Ministério da Agricultura a divulgar nota afirmando que protestaria na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a decisão. "É uma preocupação exagerada, eventualmente descabida por parte da Indonésia", disse o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues. Desde o surgimento do primeiro foco de febre aftosa no município de Eldorado, no Mato Grosso do Sul, os países África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Cingapura, Cuba, Egito, Israel, Moçambique, Namíbia, Noruega, Paraguai, Peru, Rússia, Ucrânia, União Européia (25 países) e Uruguai, além de Indonésia e Suíça, haviam comunicado restrições a produtos brasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.