Colômbia mantém meta de crescimento apesar de crise diplomática

A Colômbia manteve nesta quarta-feiraprojeção de crescimento da economia para 2008, de 5 por cento,apesar da crise diplomática com o Equador e com a Venezuela,disse o ministro da Fazenda do país, Oscar Iván Zuluaga. O fluxo comercial com o Equador está em níveis normais,enquanto com a Venezuela está limitado a alimentos perecíveiscomo frango, carne e ovos, disse Zuluaga a jornalistas após umareunião com entidades empresariais e com o diretor do BancoCentral, José Darío Uribe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.