Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Colunista Pedro Fernando Nery está em ranking mundial de comentaristas de economia mais influentes

Colunista do 'Estadão' figura entre os principais comentaristas sobre o tema no mundo, de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2021 | 20h18

O colunista do Estadão, Pedro Fernando Nery, está entre os 70 principais comentaristas de economia de acordo com um estudo elaborado pela Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, e divulgado nesta terça-feira, 29. Além de Nery, outros comentaristas brasileiros também figuram na lista de mais influentes.

O estudo é dividido em dois índices principais. O primeiro mede o grau de influência dos comentaristas de economia, de acordo com o número de seguidores dos seus perfis no Twitter, com base nos dados de janeiro de 2021. Nesse indicador, Nery ocupa a 63ª posição, com um total de 71 mil seguidores

O primeiro da lista é o economista e comentarista do jornal The New York Times, Paul Krugman, com 4,6 milhões de seguidores na rede social. Em segundo lugar está o colombiano Gustavo Petro, candidato à presidência da Colômbia em 2018 e colunista do portal Cuarto Del Hora, com 4 milhões de seguidores. Em terceiro lugar está o brasileiro Ricardo Amorim, com 1,4 milhão de seguidores. Alberto Garzon, da Espanha e Martín Lusteau, da Argentina, completam o quarto e quinto lugares, com 1,14 milhão e 1,10 milhão de seguidores cada.

O segundo índice também usa dados do Twitter, mas dessa vez para medir o impacto dos tuítes dos comentaristas de economia, por meio de interações como retuítes e curtidas. Nessa lista, Nery ocupa a 59ª posição

No primeiro lugar está Gustavo Petro, com Paul Krugman ocupando a segunda posição. O brasileiro Rodrigo Constantino aparece em terceiro lugar, com os argentinos Manuel Adorni e Martin Guzmán em quarto e quinto, respectivamente.

Colunista às terças-feiras do Estadão desde maio de 2019, Nery é autor do livro Reforma da Previdência – Por que o Brasil não Pode Esperar?, escrito com o economista Paulo Tafner. Nery também é bacharel, mestre e doutor em economia pela Universidade de Brasília (UnB) e atua como consultor legislativo do Senado para economia do trabalho, renda e Previdência, além de ser professor no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

"É um pouco impressionante porque a gente observa normalmente apenas parte do impacto das publicações, a partir dos usuários ou leitores que interagem. O ranking sugere que o conteúdo chega em muito mais gente", diz Nery. "Foi especialmente legal ver que as postagens têm melhor posição em um ranking ponderado por engajamento, como compartilhamentos - o que indica que de fato estamos cutucando temas controversos." 

O ranking completo da Universidade Johns Hopkins está disponível neste link.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.