Com 38ºC, idosos ficam 8h na fila para rever aposentadoria

Mais de 2,5 mil pessoas ? a maioria idosos ? sofreram hoje para pedir revisão de aposentadoria numa fila que tomou o quarteirão do prédio da Justiça Federal no Rio. A média de espera era de 8 horas, sob calor de 38,4ºC, temperatura máxima registrada na cidade, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. Alguns idosos passaram mal na fila e foram levados para dentro do prédio e atendidos de maneira improvisada.Seguranças da Justiça Federal impediam a entrada de cidadãos que buscavam informações. Houve muita confusão e reclamação. Do lado de fora, advogados cobravam R$ 50, em média, para calcular a revisão de benefícios de aposentados. Após ficar sete horas na fila, Judete Belmonte dos Santos, de 75 anos, que chegara às 7h, foi barrada pelo segurança e impedida de entrar no prédio. Apenas advogados que apresentassem a carteira da OAB tinham a entrada no prédio liberada, sem precisar ficar na fila. ?Só estamos atendendo quem se aposentou de março de 1994 a fevereiro de 1997. Vai para casa e volta depois do dia 20?, disse o segurança. ?Eu quero saber se tenho direito a alguma coisa", disse ela. "Me aposentei em 1988, recebo dois salários e estou precisando muito de um aumento. Não aguento mais isso, vou acabar saindo daqui morta?. Ela estava sozinha e voltou para casa sem informações e sem dar entrada em pedido de revisão.No prédio da Justiça Federal funciona um dos 20 Juizados Especiais Federais do Estado. A assessoria de imprensa da Justiça Federal informou que 35 mil pessoas ingressaram comações contra o INSS desde o dia 5. Como quinta-feira é feriado de Zumbi no Rio, a quarta-feira será o último dia para pedir revisão no Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.