Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Com 4º dia em alta, Bovespa reduz perdas de novembro

No mês, baixa foi de 3,54%. as ações da BM&F, que estrearam na Bolsa, fecharam com alta de 22%

Claudia Violante e Ana Paula Ragazzi, da Agência Estado,

30 de novembro de 2007 | 18h12

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou nesta sexta-feira, 30, o quarto fechamento consecutivo no azul, reduzindo boa parte das perdas acumuladas no mês de novembro por conta das incertezas externas. No final do dia, o Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - estava em 1,37%. No mês, a queda foi de 3,54%. Antes de novembro, o Ibovespa havia apresentado resultado negativo apenas em fevereiro e julho. "O mercado se recuperou, mas ainda fechou em queda no mês, como era previsto", resumiu Hamilton Moreira, analista sênior do BB Investimentos. O volume financeiro ficou perto de R$ 10 bilhões, inflado pela estréia das ações da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). A estréia das ações foi tensa no primeiro momento: as ordens de compra e venda foram tantas que paralisaram temporariamente o sistema do Mega Bolsa, e a estréia das ações demorou mais de uma hora para acontecer. No pico do dia, o BM&F registrou alta de 30%, para R$ 26. No fechamento, subiu 22%, para R$ 24,40, com 58.313 negócios.  Apesar do interesse enorme, a BM&F não conseguiu ofuscar a abertura de capital da Bovespa Holding, em 26 de outubro. Os papéis da Bovespa subiram 52,13% naquele dia, batendo recorde de movimentação para um único papel ao girarem R$ 5,1 bilhões. Hoje, fecharam em baixa de 1,97%, com giro de R$ 218 milhões. No mês, acumularam alta de 4,31%.  O anúncio de um acordo de integração de ativos fechado por Petrobras, Braskem, Odebrecht, Petroquisa e Norquisa foi outra boa notícia do pregão, ainda ajudado pela trégua no exterior, por conta das declarações dadas ontem pelo presidente do Federal Reserve. Ben Bernanke sinalizou que o BC dos Estados Unidos poderá vir a cortar novamente os juros nos Estados Unidos. Como os dados divulgados hoje não atrapalharam, as bolsas norte-americanas passaram o dia em alta. Às 18h34, o Dow Jones subia 0,07% e o S&P tinha elevação de 0,33%, mas o Nasdaq caía 0,72%. Operação da BM&F A confusão na estréia dos papéis da BM&F gerou insatisfação no mercado. A Bolsa, lembram operadores, é agora uma companhia aberta e, segundo eles, particularmente o investidor estrangeiro ficou decepcionado com a aparente pane nos sistemas, demora no restabelecimento e a ausência de explicações. Um analista comenta que os problemas desta sexta podem gerar dúvidas sobre a capacidade operacional da Bovespa para crescer. Houve mais de 260 mil CPFs cadastrados na oferta, o que levava à avaliação de que haveria grande quantidade de ordens com o papel. Ajudou a congestionar os procedimentos o fato de a pessoa física ter recebido lote fracionário de 91 ações. A negociação ficou totalmente paralisada por mais de 20 minutos e depois voltou muito lentamente. Não apenas os negócios com papéis da BM&F ficaram prejudicados, mas com todas as outras ações. Em comunicado, a Bovespa informou que o elevado número de ofertas no leilão de início de negociação congestionou o Mega Bolsa, que precisou de mais tempo do que o normal para realizar o leilão, obrigatório para empresas cujos papéis começam a ser negociados em Bolsa. A Bovespa esclareceu que o leilão de abertura necessita tempo para apurar o preço inicial e correspondente registro de negócios gerados nessa etapa inicial do pregão.  No final do dia, as ações ordinárias da BM&F registraram número recorde de 95.819 negócios no mercado fracionário da Bovespa. O número, sem precedentes no mercado, levou o segmento a alcançar marca histórica de 114.216 transações hoje - 84% delas registradas com BM&F ON.   

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado financeiroBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.