Com acordo de R$ 1,3 bi, Eike vai passar controle da LLX para o grupo EIG

A empresa de logística afirmou, contudo, que Eike Batista continuará sendo um acionista relevante

Eulina Oliveira, da Agência Estado,

14 de agosto de 2013 | 18h32

SÃO PAULO - A LLX Logística, de Eike Batista, informou que assinou termo de compromisso com a EIG Management Company LLC, em nome dos fundos sob sua gestão ou co-investidores. O documento prevê o investimento pelo Grupo EIG na LLX, por meio de participação em operação de aumento privado do capital social da Companhia, no valor de R$ 1,3 bilhão. Quando a operação for concluída, o Grupo EIG se tornará o novo acionista controlador da LLX.

A LLX disse que Eike continuará sendo um acionista relevante. As ações que serão emitidas em decorrência do aumento do capital terão o preço de emissão fixado em R$ 1,20. Ainda conforme o fato relevante, será conferido aos acionistas minoritários o direito de preferência para participação no aumento de capital. O EIG se comprometeu a subscrever a totalidade das ações que poderiam ser subscritas pelo acionista controlador, que cederá seu direito de preferência ao grupo investidor.

Além disso, o Grupo EIG se comprometeu a subscrever a totalidade das ações não subscritas pelos acionistas minoritários, até o limite total de subscrição no montante de R$ 1,3 bilhão.

No comunicado, a LLX informa também que a operação está sujeita a condições precedentes, como a celebração dos contratos definitivos, aprovações regulatórias e societárias, além da finalização de due diligence satisfatória pelo Grupo EIG, entre outras.

Ainda de acordo com o fato relevante, o Grupo EIG é uma instituição líder no setor de energia global com US$ 12,8 bilhões sobre gestão em 30 de junho de 2013. A EIG se especializou em investimentos privados nos setores de energia e recursos relacionados a infraestrutura.

"Em seus 31 anos de história, a EIG já investiu mais de US$ 15 bilhões no setor através de mais de 280 projetos ou companhias em mais de 33 países em seis continentes. Entre seus clientes, a EIG tem Fundos de Pensão, Companhias Seguradoras, Fundações, Fundos Soberanos nos Estados Unidos, Ásia e Europa. A matriz do EIG fica localizada em Washington DC, com escritórios em Houston, Londres, Sidney, Hong Kong e Rio de Janeiro", informa a LLX, no fato relevante.

O comunicado acrescenta que "os recursos provenientes deste aumento de capital somados às linhas de crédito existentes deverão prover a companhia com os recursos necessários na execução do plano de

investimento de capital da companhia na construção do Superporto do Açu, além de reforçar

sua estrutura de capital".

A LLX termina o fato relevante dizendo que o compromisso assumido pelo Grupo EIG "demonstra a capacidade da LLX em atrair líderes globais especializados nos setores de energia e infraestrutura, e confirmam o reconhecimento das vantagens competitivas oferecidas pelo Superporto do Açu". O comunicado é assinado por Marcus Berto, diretor presidente e de Relações com Investidores da LLX.

Tudo o que sabemos sobre:
eike

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.