Com agenda vazia, dólar sobe junto com mercado global

O dólar operava em alta diante doreal nesta segunda-feira, acompanhando o movimento da moedanorte-americana no resto do mundo em uma sessão com agendaeconômica esvaziada. Às 10h51, a divisa subia 0,62 por cento, para 1,617 real.No mesmo horário, o dólar avançava 0,76 por cento ante umacesta com as principais moedas internacionais . "O dólar (no Brasil) está meio de lado. Mas com um pouco deviés de alta, respeitando o movimento do mercadointernacional", disse Rodrigo Ferreira, operador do Banco Alfade Investimento. "É um dia um pouco morno." Com poucos indicadores financeiros, a principal expectativado mercado é com a reunião do Federal Reserve, na quarta-feira.A aposta de que o banco central norte-americano vai engrossar avoz contra a inflação valorizava a moeda norte-americana mesmocom a perspectiva de que o juro vai se manter inalterado. Mas, mesmo com a alta nesta sessão, o mercado avalia que atendência do dólar no Brasil ainda é de queda. "A percepçãocrescente entre os participantes do mercado de que o BancoCentral vai lutar com seriedade a batalha contra a inflaçãoserá uma força importante para a alta ainda maior do real",escreveram analistas do BNP Paribas em relatório. Na semana passada, o dólar chegou a testar o patamar de1,600 real, fechando na menor cotação desde janeiro de 1999. Um dos fatores que tem contribuído para a tendência debaixa do dólar é o investimento estrangeiro direto, que temsuprido o déficit em transações correntes do país. De acordo com dados divulgados pelo BC nesta segunda-feira,o Brasil teve saldo negativo de 649 milhões de dólares nastransações correntes em maio, mas teve ingresso de 1,313 bilhãode dólares em investimento estrangeiro direto. (Reportagem de Silvio Cascione)

REUTERS

23 de junho de 2008 | 11h02

Tudo o que sabemos sobre:
DOLARABRE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.