Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Com alta do minério, exportação deve ser revista

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje que o reajuste do minério de ferro em 65% acordado entre a Vale e siderúrgicas japonesas, sul-coreana e alemã deve provocar uma revisão, para cima, da projeção de alta das exportações brasileiras este ano, inicialmente estimada em US$ 200 milhões. "Ainda não dá para anunciar de quanto será a revisão, mas em duas semanas deveremos ter esse dado pronto", afirmou o ministro. Jorge disse que a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) deve começar a refazer hoje mesmo os cálculos para a balança de 2008, até porque, disse o ministro, "eu vou começar a cobrar logo". O ministro, no entanto, destacou o fato de o reajuste ter ficado acima da média esperada pelo mercado, que variava de 35% a 55%. "É preciso ter em mente que a alta de preços do minério de ferro implica na redução das quantidades importadas", destacou. Isso significa que pode haver aumento no valor exportado, mas uma queda no fluxo poderia anular os ganhos com o preço.

PAULA PULITI, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2008 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.