SERGIO CASTRO/ESTADÃO
SERGIO CASTRO/ESTADÃO

Com aumento de custos, Scania reajusta preços em 3% e prevê outra alta em janeiro

Montadora de caminhões aumentou os preços de todos os modelos como consequência da inflação e da desvalorização cambial

André Ítalo Rocha , O Estado de S. Paulo

26 de outubro de 2015 | 15h04

SÃO PAULO - A montadora de caminhões e ônibus Scania anunciou nesta segunda-feira, 26, que aumentou em 3% os preços de todos os seus modelos, como consequência da inflação e da desvalorização cambial, que elevaram os custos da empresa. No mesmo anúncio, a empresa informou que realizará novo reajuste em janeiro do ano que vem, este de 7%.

O movimento ocorre uma semana após a MAN, outra montadora de caminhões e ônibus, ter dito que planeja adotar aumentos de 2% em novembro e de 5,5% em janeiro. Na ocasião, o presidente da empresa no Brasil, Roberto Cortes, também atribuiu a decisão a uma necessidade de enfrentar a elevação dos custos e conseguir manter o plano de investimentos, de R$ 1 bilhão até 2017.

No início deste mês, a Mercedes-Benz anunciou reajuste de 5% nos preços e, há duas semanas, o presidente da montadora alemã no Brasil, Phillipp Schiemer, disse que será obrigado a realizar novos aumentos caso o dólar continue se valorização em relação ao real. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.