Petros Giannakouris/AP
Petros Giannakouris/AP

Com bancos fechados, Atenas terá transporte público gratuito

Ministro dos Transportes da Grécia disse que a decisão custará ao governo cerca de € 4 milhões por semana; passagem custa € 1,20

Associated Press

29 de junho de 2015 | 09h54

O governo da Grécia anunciou nesta segunda-feira, 29, que não serão cobradas as tarifas no transporte público na grande Atenas enquanto os bancos estiverem fechados.

Segundo o ministro dos Transportes, Christos Spirtzis, a medida atinge os serviços de metrô, trem, ônibus e trólebus na grande Atenas, onde vive cerca de 40% da população do país.

As tarifas custam € 1,20 em uma viagem com duração de 70 minutos. Spirtzis disse que a decisão custará ao governo cerca de € 4 milhões por semana.

Os serviços em Thessaloniki, a segunda maior cidade da Grécia, são parcialmente privatizadas e não permitem que o governo corte as tarifas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.