Com credibilidade em xeque, Libor passa por revisão

A Associação Britânica dos Bancos (BBA,na sigla em inglês) acelerou uma revisão do cálculo da Libor,importante taxa de juro, após um executivo de um banco deinvestimentos dizer que a credibilidade do sistema estáseriamente abalada. A London Interbank Offered Rate, afetada pela crise decrédito, deve sobreviver mas teve sua credibilidade "seriamenteenfraquecida", disse Paul Calello, executivo-chefe do banco deinvestimentos Credit Suisse . "Continuar baseando uma enorme quantidade de derivativos emum índice com problemas de credibilidade é uma questão sériaque precisamos enfrentar", afirmou no encontro anual daAssociação Internacional de Swaps e Derivativos, em Viena. A Libor é uma taxa referencial diária, publicada pela BBA,baseada nas taxas anunciadas pelas instituições financeiraspara emprestar recursos sem garantia umas para as outras em dezmoedas no mercado interbancário de Londres. Ela é uma importante referência global para as taxas dejuros de curto prazo, e é usada como base para o fechamento decontratos de juros em muitas das principais bolsas de futuros eopções. A Libor ficou distorcida devido à turbulência nos mercadosabertos, depois que os bancos ficaram menos dispostos aemprestar recursos com o medo de que suas contrapartes pudessemesconder perdas relacionadas à crise no mercado de hipotecas dealto risco nos Estados Unidos. A BBA afirmou que vai excluir do processo qualquer bancoque distorça o mercado, além de ter lançado uma revisão doprocesso. A associação, porém, não deu indicação de quando issodeve ser completado. "A BBA vai assegurar que a Libor em dólar continue a sertransparente, objetiva e acurada", disse um porta-voz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.