Com dólar barato, viagens ao exterior sobem 28%

Crise dos aeroportos não impede que brasileiros viajem como nunca ao exterior

Agencia Estado

27 de junho de 2007 | 14h22

Apesar das longas filas e atrasos de vôos nos aeroportos, os brasileiros continuam aproveitando o dólar barato e viajando como nunca ao exterior. Do início do ano até abril, segundo o Banco Central (BC), os brasileiros gastaram US$ 2,15 bilhões com viagens a outros países, 28% a mais do que a despesa de US$ 1,68 bilhão registrada no mesmo período do ano passado. Tirando o que os estrangeiros gastaram no Brasil (US$ 1,7 bilhão), o resultado foi um déficit de US$ 433 milhões na conta de viagens internacionais, um número quase quatro vezes superior aos US$ 119 milhões registrados de janeiro a abril de 2006. "A taxa de câmbio atual favorece o aumento desse tipo de viagem e também uma certa elevação no poder de compra da população", afirmou o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes. O real valorizado frente ao dólar, com as cotações da moeda americana ficando abaixo de R$ 2, incentiva o aumento de viagens ao exterior porque os custos de passagens aéreas e hospedagem caem, já que são normalmente cotados em dólar. No entanto, Altamir ressaltou que esse cenário não está inibindo as visitas de estrangeiros ao Brasil, muito embora, para eles, a queda do dólar torne essas viagens mais caras. De acordo com o BC, os gastos de US$ 1,7 bilhão feitos pelos turistas estrangeiros no Brasil subiram 10,3% em relação ao mesmo período do ano passado.A tendência deve continuar, segundo o BC, pelo menos nos próximos dois meses período que inclui as férias escolares. Em maio, até o dia 25, os gastos dos brasileiros em outros países já superam em US$ 184 milhões os dos turistas estrangeiros no Brasil. Para o final do ano, a projeção do BC é que o déficit na conta de viagens internacionais atinja US$ 1,8 bilhão.

Mais conteúdo sobre:
câmbioviagens

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.