Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Com dólar elevado, gasto de brasileiros em viagens ao exterior cai 29,7% em abril

Em abril, brasileiros gastaram US$ 1,644 bilhão em viagens internacionais, segundo dados do Banco Central

O Estado de S. Paulo

26 Maio 2015 | 10h52

BRASÍLIA - O dólar elevado já começa a afetar os gastos dos brasileiros em viagens ao exterior. Os brasileiros desembolsaram US$ 1,644 bilhão em viagens ao exterior em abril, quantia 29,7% menor do que a verificada em abril do ano passado. Nos últimos 12 meses, o dólar já sobe mais de 40% em relação ao real.

Na ponta contrária, estrangeiros gastaram US$ 444 milhões em visita ao Brasil, o que representa uma redução de 18,4% nas despesas de viajantes de fora ao Brasil.

Com isso, a conta de viagens internacionais continuou a registrar déficit em abril. No mês passado, a diferença entre o que os brasileiros gastaram lá fora e o que os estrangeiros desembolsaram no Brasil deixou um saldo negativo de US$ 1,2 bilhão. O ritmo diminuiu já que em igual mês do ano passado, o déficit nessa conta era de US$ 1,796 bilhão.

No acumulado do ano até abril, o saldo líquido dessa conta ficou negativo em US$ 4,795 bilhões. Em igual período do ano passado, esse valor era de US$ 5,921 bilhões.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
O câmbio encareceu viagens internacionais e agora observamos recuo significativo', disse o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, ponderou que há uma mudança de comportamento registrado nas contas de viagens internacionais. Segundo ele, os gastos de brasileiros no exterior recuaram 19% no quadrimestre. Na comparação entre abril e igual mês do ano passado, o tombo foi de 33%. "O câmbio encareceu viagens internacionais e agora observamos recuo significativo", disse.

Maciel explicou ainda que além do dólar mais alto frente o real, o menor ritmo de atividade econômica também afeta esses gastos. Ele divulgou também dados parciais da conta de viagens. Até 22 de maio, os gastos de estrangeiros no Brasil somavam 307 milhões; as despesas de brasileiros no exterior, em contraponto, estavam em US$ 1,125 bilhão. A diferença entre essas duas contas deixou um saldo negativo de US$ 818 milhões. (Com informações da Agência Estado)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.