Com feriado em Tóquio, bolsas da Ásia têm pouca sincronia

Com o feriado em Tóquio e o ganho discreto de 0,09% do Dow Jones, na sexta-feira, as principais bolsas da Ásia mostraram pouca energia e tiveram um dia sem sincronia. O destaque nessa segunda-feira foi negativo, com o índice Kospi perdendo 17,13 pontos (2,22%), para 753,65 pontos, com os investidores desmontando posições com as preocupações sobre o impacto dos problemas financeiros da LG Card na economia local. A LG Card registrou limite máximo de queda, cedendo 15%, em razão da instabilidade financeira da companhia. Os principais bancos credores da LG Card concordaram em dar um aporte para a empresa, o que evitará a concordata, por enquanto. No entanto, os operadores acreditam que a ajuda poderá não ser suficiente para a empresa se recuperar, em virtude do cenário de econômico fraco previsto para o curto prazo e do aumento dos defaults de usuários de seus cartões de crédito. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 8,76 pontos (0,07%), para 11.848,56 pontos, após uma sessão com volume reduzido de negócios. O mercado recebeu o suporte de papéis como os do HSBC, que se valorizaram 0,9%, e os da China Unicom, que avançaram 0,8%. Segundo operadores, o resultado da eleição local para os conselhos de distritos, realizada ontem, teve pouco impacto nas movimentações de hoje.Em Bangcoc, o Thai Set cedeu 6,56 pontos (1,07%), para 606,87 pontos. Em Cingapura, o Straits Times somou 9,68 pontos (0,58%), fechando em 1.666,93 pontos. Em Taiwan, o índice Taiwan Weighted cedeu 8,48 pontos (0,15%), para 5.821,58 pontos. Nas Filipinas, o PSE Composto somou 0,28 ponto (0,02%), para 1.334,58 pontos. Os mercados da Malásia e da Indonésia também não abriram hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.