Com índice de reajuste em alta, saída é negociar aluguel z

Índice mais utilizado para correção de contratos de aluguel, o Índice Geral dos Preços de Mercado (IGP-M) nos últimos meses deu um salto influenciado pela alta do dólar, o que vem causando preocupação entre muitos locatários na hora do reajuste anual e da renovação. A negociação entre inquilino e proprietário, com a intermediação da imobiliária, nesse momento é fundamental para satisfazer as duas partes. Afetado mais rapidamente pelo dólar que outros índices, o IGP-M está em torno de 27% para um período de 12 meses. Se o reajuste fosse aplicado em sua totalidade representaria um aumento de quase um terço do valor do aluguel - inviável para a maioria dos inquilinos. "Em 99,9% dos casos há negociação do valor reajustado", afirma a diretora da Bastos Imóveis, Mara Cristina Bastos Digon. "Nesses casos, o aumento está ficando próximo do acumulado do IPC, em torno de 12%." No entanto, para todos os efeitos, vale o índice registrado no contrato. Se não houver acordo entre as partes, é ele que será usado no reajuste ainda que o inquilino não considere justo em relação a outros indicadores. "A mudança do índice contratado só é possível com a concordância das duas partes. O único caminho é a conversa", lembra o vice-presidente de Locação do Sindicato da Habitação do Estado (Secovi-SP), Sérgio Lembi. "Apelar para a Justiça nessa situação é perda de tempo." Imóveis novosA regra da conversa amigável vale também para a definição do índice usado nos contratos novos. Mesmo optando pelo indicador mais alto no momento, os donos de casas e apartamentos têm um bom motivo para aceitar o diálogo. "Negociar é bom para o proprietário, que, assim, evita ficar com o imóvel vazio", diz o supervisor de Locação e Vendas da Hubert Imóveis, César Barbosa. Segundo Lembi, em média, o tempo que um imóvel leva para ser locado fica em torno de 40 dias. Mas esse prazo varia muito conforme a localização e o estado de conservação da unidade. De qualquer modo, quando perde um inquilino, o proprietário fica pelo menos dois meses sem receber o valor do aluguel, mesmo se o imóvel estiver em boas condições e for alugado rapidamente, pois o primeiro pagamento fica com a imobiliária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.