Foto: LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/PAGOS
Foto: LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/PAGOS

coluna

Carolina Bartunek no E-Investidor: 5 tendências prejudiciais para quem investe em ações

Com início da retomada das atividades comerciais, País já tem 36,5% dos shoppings reabertos

Segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers, 211 centros de compras, de um total de 577, voltaram a funcionar depois de serem fechados por causa das medidas para conter a covid-19

Circe Bonatelli, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2020 | 16h16

Com a flexibilização das regras para retomada das atividades comerciais no Estado de São Paulo, 32 shopping centers foram reabertos nesta segunda-feira, 1º, todos no interior, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Entre as cidades onde foram registradas reaberturas estão Botucatu, Jundiaí, Hortolândia, Guaratinguetá, Ribeirão Preto, Piracicaba, São José do Rio Preto, Sorocaba, São José dos Campos, Santa Bárbara do Oeste, Taubaté e Valinhos.

Com isso, a Abrasce passou a contar 211 centros de compras em funcionamento em todo o País, 36,5% do total. Ao todo, são 87 municípios em 14 Estados onde estes estabelecimentos tiveram sinal verde para retomada dos negócios.

Todos os 577 shoppings do Brasil foram fechados na segunda quinzena de março por meio de decretos de autoridades públicas na tentativa de conter a propagação do coronavírus. A partir do fim de abril, as unidades começaram a ser reabertas aos poucos, com o afrouxamento dos decretos.

Nesta segunda-feira, também foram reabertos 10 empreendimentos no Estado do Amazonas, 7 no Espírito Santo, 2 na Bahia, 1 no Distrito Federal e 1 no Maranhão.

O Estado de São Paulo é o principal mercado de shoppings centers do País, com 182 unidades, um terço dos empreendimentos do setor. Só a capital paulista tem 54 estabelecimentos, que ainda não voltaram às atividades.

O plano anunciado na última semana pelo governador João Doria (PSDB) flexibilizou a quarentena na capital paulista e em 14 macrorregiões do Estado, mas a decisão sobre o que reabre e quando é dos prefeitos, mediante a aprovação de protocolos de segurança e higiene validados pelo plano do governo estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.