carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Com mau humor de bolsas, dólar zera queda no fechamento

A moeda norte-americana fechou com oscilação positiva de 0,06%. No mês, o dólar acumula alta de quase 5%

Reuters,

18 de agosto de 2008 | 16h50

Após operar toda a sessão em queda, o dólar encerrou praticamente estável nesta segunda-feira, 18, ao acompanhar a deterioração dos mercados internacionais. A moeda norte-americana fechou com oscilação positiva de 0,06%, a R$ 1,6400. No mês, o dólar acumula alta de quase 5%. Segundo Jorge Knauer, gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro, o dólar "respondeu ao cenário externo". A moeda norte-americana chegou a cair 0,61% durante a manhã, mas novos temores sobre o impacto da crise de crédito norte-americana nas instituições financeiras reverteram a tendência. "Teve uma realização (de lucros), mas no decorrer da sessão o dólar vem subindo com a reversão para queda da Bovespa e a abertura negativa dos mercados externos", acrescentou o gerente. Para Marcos Forgione, analista da Hencorp Commcor Corretora, o dólar operou em queda durante o dia por um "movimento de ajuste". Mas o principal índice da Bovespa caía mais de 1% no final da tarde, acompanhado o fraco desempenho das bolsas de valores norte-americanas. O risco-país avançava 4 pontos-básicos. "Em momentos de tensão, os investidores procuram um porto seguro", completou Forgione, ressaltando que o dólar pode voltar a recuar mas a tendência de curto prazo é "para cima". Nos últimos minutos da sessão, o Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista, definindo taxa de corte a R$ 1,6369.

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado financeiroDólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.