Com poucos negócios, dólar fecha em queda de 0,12%

O dólar fechou em leve queda nestaquarta-feira, reagindo à entrada de recursos em um dia de baixovolume de negócios pela cautela de investidores antes dareunião mensal do Conselho Monetário Nacional (CMN). A moeda norte-americana caiu 0,12 por cento, a 1,659 real,marcando a 14a queda nas 16 sessões do mês de abril. "O fluxo é o que está no comando no curto prazo, aindaestamos repercurtindo a alta do juro (básico)", disse HélioOzaki, gerente de câmbio do Banco Rendimento, lembrando oaumento da Selic na última reunião do Comitê de PolíticaMonetária (Copom). A elevação do diferencial entre o juro doméstico e ospraticados no exterior atrai ainda mais dólares ao Brasil, naschamadas operações de arbitragem. Segundo Sidnei Nehme, diretor-executivo da NGO Corretora deCâmbio, a baixa do dólar nesta sessão foi limitada pelointeresse dos bancos que ainda possuem montante relativamentegrande de posições compradas (que aposta na alta da moedanorte-americana). "(O dólar) está um pouco volátil hoje", afirmou Nehme,ressaltando uma diminuição do fluxo causada, principalmente,pela cautela do investidor um dia antes da reunião do ConselhoMonetário Nacional (CMN). A reunião do CMN ganhou mais importância após asespeculações de um possível aumento do Imposto sobre OperaçõesFinanceiras (IOF) sobre investimentos estrangeiros em rendafixa. Nesta quarta-feira, o secretário-adjunto do TesouroNacional Paulo Valle afirmou que não há estudo para umaelevação do tributo. Na última hora de negócios, o Banco Central realizou umleilão de compra de dólares no mercado à vista, definindo taxade corte a 1,6589 real. (Edição de Daniela Machado)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.