Com resultado do PIB, crescer 1% fica mais viável, diz Fazenda

Segundo fonte do Ministério, há informação de que variação do PIB no segundo trimestre deste ano já é positiva

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

09 de junho de 2009 | 11h42

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, melhor que o esperado pelo mercado, tornou maiores as chances de a economia ter um resultado positivo este ano, próximo à projeção do governo de 1%. Esta é a avaliação do Ministério da Fazenda. "Crescer 1% ficou mais viável", disse uma fonte do ministério à Agência Estado.

 

Veja também:

linkPIB cai 0,8% no 1º tri e confirma recessão técnica no Brasil

linkConfiamos em projeção de PIB de 1% para 2009, diz Bernardo

linkCom queda do PIB menor que esperada, Selic pode cair a 9,5%

especialEntenda o que a recessão técnica significa para a economia

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialComo o mundo reage à crise 

 

Segundo essa fonte, há informação de que o PIB do segundo trimestre já é positivo. A avaliação do ministério também é de que o resultado deve atenuar as previsões negativas do mercado para este ano.

 

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, deve fazer uma avaliação dos dados divulgados nesta terça-feira pelo IBGE no final da manhã e deve assumir um discurso semelhante ao do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, destacando que o resultado não foi tão negativo quanto o esperado. Além disso, Mantega deve voltar a repetir a tese de que o resultado é olhar pelo retrovisor e que já há uma retomada da atividade econômica.

 

O IBGE divulgou nesta manhã que o PIB do Brasil caiu 0,8% no primeiro trimestre de 2009 ante o quarto trimestre de 2008, indicando que o País entrou na chamada recessão técnica. Na comparação com o mesmo período de 2008, a queda foi de 1,8%.

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeiraPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.